QUEM É FILIPPELLI?

Nelson Tadeu Filippelli nasceu em 11 de maio de 1949, na cidade de Catanduva (SP), filho do agricultor Francisco Filippelli, descendente de italianos, e de Maria Aparecida Assad Filippelli, de origem libanesa, dona de casa é o caçula de 14 filhos. Estudou nas redes pública e privada e ajudava na loja da família. Deixou Catanduva aos 17 anos para fazer cursinho em São Paulo e, assim, se preparar para o vestibular de Engenharia Elétrica, que desde sempre soube que era o que queria ser. Filippelli chega à nova capital em 1967, para cursar Engenharia Elétrica na UnB. Trabalhou desde que chegou à cidade, primeiro fazia apostilas para concurso e vendia em bancas de jornal e depois, fez a prova do Exame de Suficiência, para suprir professores, e foi licenciado como professor de física. Dava aulas no cursinho Pré-Universitário e no Elefante Branco. Formou-se em julho de 1972. O primeiro emprego foi na ServengSivilsan, levado por um professor. Depois passou pela Cibrazen, Furnas e Eletronorte. Em 1988, o governador Joaquim Roriz nomeia Filippelli diretor da Shis - Sistema Habitacional de Interesse Social.

QUEM É FILIPPELLI?

Nelson Tadeu Filippelli nasceu em 11 de maio de 1949, na cidade de Catanduva (SP), filho do agricultor Francisco Filippelli, descendente de italianos, e de Maria Aparecida Assad Filippelli, de origem libanesa, dona de casa é o caçula de 14 filhos. Estudou nas redes pública e privada e ajudava na loja da família. Deixou Catanduva aos 17 anos para fazer cursinho em São Paulo e, assim, se preparar para o vestibular de Engenharia Elétrica, que desde sempre soube que era o que queria ser. Filippelli chega à nova capital em 1967, para cursar Engenharia Elétrica na UnB. Trabalhou desde que chegou à cidade, primeiro fazia apostilas para concurso e vendia em bancas de jornal e depois, fez a prova do Exame de Suficiência, para suprir professores, e foi licenciado como professor de física. Dava aulas no cursinho Pré-Universitário e no Elefante Branco. Formou-se em julho de 1972. O primeiro emprego foi na ServengSivilsan, levado por um professor. Depois passou pela Cibrazen, Furnas e Eletronorte. Em 1988, o governador Joaquim Roriz nomeia Filippelli diretor da Shis - Sistema Habitacional de Interesse Social.

VIDA PÚBLICA

1º administrador de São Sebastião,
responsável pela fixação dos primeiros moradores da cidade
Foi secretário de Obras duas vezes
Diretor da Agência de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano,
responsável pela área de obras do GDF
Deputado Distrital (1995 a 1998)
Deputado Federal (1999 a 2002)
2º mais votado do DF
Deputado federal (2002 a 2006)
2º mais votado do PMDB do DF
3º mais votado do Brasil
Deputado federal (2006 a 2010)
1º mais votado do DF
Na Câmara Federal, é Líder do Centro-Oeste
Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) –
É o segundo a presidir a CCJ sem ser advogado.
Primeiro vice-líder do PMDB
Relator do Refiz
Revisor do Estatuto do Desarmamento
Vice-governador do DF (2010 a 2014)

VIDA PÚBLICA

1º administrador de São Sebastião,
responsável pela fixação dos primeiros moradores da cidade
Foi Secretário de Obras duas vezes
Diretor da Agência de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano,
responsável pela área de obras do GDF
Deputado Distrital (1995 a 1998)
Deputado Federal (1999 a 2002)
2º mais votado do DF
Deputado federal (2002 a 2006)
2º mais votado do PMDB do DF
3º mais votado do Brasil
Deputado federal (2006 a 2010)
1º mais votado do DF
Na Câmara Federal, é Líder do Centro-Oeste
Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) –
É o segundo a presidir a CCJ sem ser advogado.
Primeiro vice-líder do PMDB
Relator do Refiz
Revisor do Estatuto do Desarmamento
Vice-governador do DF (2010 a 2014)

REALIZAÇÕES

São mais de 30 anos de trabalho e dedicação ao Distrito Federal todo. As grandes obras que transformaram a cidade e melhoraram a qualidade de vida da população de todas as cidades do DF levam a marca de Filippelli. Filippelli participou da criação de 8 cidades: Samambaia, Paranoá, Santa Maria, Recanto das Emas, Riacho Fundo I e II, Sobradinho II e Estrutural. Além das Expansões de Ceilândia, Brazlândia, Vila Weslyan, DNOCS e Planaltina.

Filippelli participou da construção de 24 viadutos em todo o DF

pt-1
SOBRADINHO
(2)
pt-2
COLORADO
(2)
pt-3
TORTO
(2)
pt-4
C.A LAGO NORTE
(2)
pt-5
SANTA MARIA
(4)
pt-6
CATETINHO
(2)
pt-7
RODOFERROVIÁRIA
(1)
pt-8
BALÃO DO AEROPORTO
(1)
pt-9
Viaduto na BR-060 em Taguatinga
(2)
pt-10
Viaduto na BR-060 – Recanto-Samambaia (2)
pt-11
Complementação do viaduto do Polo JK (2)
pt-12
Santo Antônio do Descoberto (2)

Filippelli participou da construção de 24 viadutos em todo o DF

SOBRADINHO
(2)
COLORADO
(2)
TORTO
(2)
C.A LAGO NORTE
(2)
SANTA MARIA
(4)
CATETINHO
(2)
RODOFERROVIÁRIA
(1)
BALÃO DO AEROPORTO
(1)
Viaduto na BR-060 em Taguatinga
(2)
Viaduto na BR-060 – Recanto-Samambaia
(2)
Complementação do viaduto do Polo JK
(2)
Santo Antônio do Descoberto
(2)

E MAIS

  • PRÓ-DF
  • Três Estações de Tratamento: ETE Norte; ETE Sul; ETE Samambaia.
  • Conclusão do Hospital do Paranoá
  • Conclusão e operação do Metrô
  • Restaurantes comunitários de Samambaia, Ceilândia, Santa Maria, São Sebastião e Paranoá.
  • Ponte JK
  • Conclusão da Torre Digital
  • Duplicação da L4 Norte
  • Revitalização do sistema viário do Pistão Sul
  • Biblioteca do Complexo da República
  • Museu Nacional
  • Reforma e ampliação do Centro de Convenções Ulysses Guimarães
  • Corumbá IV
  • Criação da Cidade do Automóvel
  • Reforma do Hospital de Base
  • Reformas da Estrada Parque Vicente Pires e vias marginais da Estrada Parque Taguatinga
  • Prédio do Centro Integrado de Segurança Pública e Defesa Social (Ciosp)
  • Parque Olhos D’Água
  • Obras de infraestrutura por todo o DF, como calçamento, asfaltamento, iluminação
  • Revitalização do Parque Sarah Kubitschek (Parque da Cidade)

ACOMPANHE